23 de agosto de 2010

Matemática com bolinhas de água

Oiii! Bem, eu não me responsabilizo por vômitos causados pelo título. É o seguinte, a matamática que eu vou mostrar agora, não é entediante e chata como a matemática normal para alguns. Eu vou fazer uma matemática que eu acho bem legal e se você não gostar, vou fazer você beber 3 litros de coca-cola com mentos o problema não é meu (se você não entedeu a indireta que eu dei, eu quis dizer que o problema é seu, é que eu não quis ser.... ... fugiu a palavra. Mas você entendeu). Certo, o nome dessa matemática que eu inventei é bolítica (bolinhas+matemática) tá eu sei... é um nome muito podre mesmo, mas não pensei em nada melhor. Essa postagem tem muitas fotos. (Deu um trabalhão faze-la, então aproveite ela.)
Bolítica 1 o início de toda matemática: Bolinhas de água adultas.
Mas eis que surge a idéia de uma cientista chamada Julie Grudtner: Bate-las no liquidificador.
Aí elas ficaram assim:


Então, surge a idéia de criar sabores E então a matemática bolítica começa com o sabor mais gostoso possível. E a primeira conta é assim:

Aí colocamos tudo no liquidificador...

E.....

Então, Sid, o cientista   Julie tem mais idéias para essa bolítica: Fazer bolíticas com banana e idosos aveia , maçã com meias velhas uva-passa e tomate com sucrilhos.  A da banana ficou assim:


Mas, antes de terminar, uma vilã contra bolíticas pegou o computador emprestado para terminar uma pesquisa para um livro. Então, por enquanto é só. Mas em breve teremos mais bolíticas!! 






Nenhum comentário:

Postar um comentário